Saturday, February 03, 2007

em momentos de carne
limites em tempo presente
identidade do todo
atravessando subjetividades
criando
deixando ser
desenhos em transformação
sentindo
uma experiência intensa
voluptuosa
uma coisa difusa
alegre
sabores em lugar dos signos
linhas
curvas
espirais
espaço em tempo em espaço em tempo em espaço em tempo em espaço em tempo
fugas e encontros
há um ruído
em permissão de silêncio

1 comment:

macaco said...

Se va al campo y se mira lejos, encuentras un rebaño de obejas, te aproximas y con la ayuda de un lazo cazas una, le clavas un cuchillo en el pescuezo y derramas la sangre en un valde. Arrancas su piel caliente y descuartizas las diferentes partes de su cuerpo. Pegas en un poco de carne y la echas a un caldero con fuego, aceite, ajo, sal. Se come.